sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Horizontalidade e verticalidade

     Agir para a não valorização dos destaques de indivíduos é contribuir para o desenvolvimento da horizontalidade na sociedade. O desenvolvimento da horizontalidade é sustentado pelo fato de complementaridade dos indivíduos na sociedade, ou seja, numa sociedade, os indivíduos se complementam. Sendo assim, não há razão para nenhum tipo de destaque, pois com tal complementação todos são imprescindíveis e a perda de cada indivíduo enfraquece o conjunto, pois sua contribuição deixa de ser dada.

     Destacar um indivíduo dos demais por determinada capacidade é ignorar a existência das múltiplas potencialidades e capacidades que todos têm. Destacar maior ou menor importância é desconhecer o fato da complementaridade dos indivíduos e coletivos.

     Oposta à horizontalidade está a verticalidade com todos os seus destaques e hierarquia. Sutilmente, ao menos, isso tem potencial para gerar (ou ser gerado por) individualismo, imposição, opressão, dominação dentre outras coisas do gênero.


     Por fim, a ideia defendida aqui é a de que a organização popular e seus movimentos de transformação devem ser horizontais, como é o caso da democracia direta em que todos têm voz e vez. Sendo assim, aqui é defendida, também, a substituição de quaisquer estruturas verticalizadas, tais como a farsa da democracia representativa, por estruturas horizontais.


Veja o que foi publicado em InterAção Popular Autônoma:

Sobre (informações sobre o site)

Liberdade - Primeira apresentação

Interações organizativas libertárias

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Seguidores

  ©Template Blogger Elegance by Dicas Blogger.

TOPO